A crise… ora, a crise!

Heloísa Helena chamou a atenção para a ambivalência do conceito quando, em recente ato do PSol na Cinelândia (Rio, 2/4/2009), disse que para os pobres a crise era permanente. E que esta de agora era a crise dos ricos. O problema, dizia ela, é que, quando os ricos entram em crise, a crise dos pobres piora. E é nesse ponto que a charge ao lado comprova que uma imagem vale por mil palavras.

Referencia (http://www.socialismo.org.br)

Cérebro de silício

Quem anda atento a estas coisas com certeza ficou surpreendido com a recente notícia de que o Brain Mind Institute, na Suíça, terá construído um modelo, supostamente funcional, de uma parte importante do cérebro humano. Se, como diz o povo, “quem faz uma faz um cento”, então é de acreditar que a mesma equipa conseguirá aquilo que se propõe fazer: simular um cérebro humano completo no prazo de uma década!

Referencia (http://tecnociencia.etikweb.com)

Por que entrar na "onda livre" que é falada por ai?

Bem, como estudante de ciência da computação, tenho acompanhado inúmeros debates sobre o uso de softwares proprietários X softwares livres. Esclarecendo que pessoalmente sou adepto de filosofias livres, gostaria de levar essa discussão um pouco mais além do universo do software, e estender a ideia de “livre” a outras áreas intelectuais da sociedade.

50 Caracteristicas de Nerds te TI

Nos últimos tempos tenho tido a oportunidade de lidar com todo tipo de cabeças, das que têm muito conteúdo até às completamente ocas. Lidar com clientes, por exemplo, é um mundo incrível, onde se você for esperto, aprende muito sobre negócios, sobre como a tecnologia que você oferece pode resolver o problema deles e sobre como se relacionar com “pessoas”. Sim, você aprende sobre pessoas se for esperto. Mas sem olhar muito para fora, um tipo bem comum nas empresas, mas ainda muito mal compreendido, é o nerd profissional de TI.

Referencia (http://arturds.blogspot.com)